FORA DOS PORTÕES | World Challenge

FORA DOS PORTÕES

David WilkersonMarch 29, 2016

Abraão passou por um grande teste de fé, quando, em obediência a Deus, ofereceu a seu filho como sacrifício. Além disso, mais do que um teste de fé, Abraão foi apartado de sua terra – um fato comprovado quando se ofereceu a Isaque. Ele teve fé que havia um propósito maior do que ele podia entender. Aqui havia um homem verdadeiramente no mundo, mas não do mundo, que já via sua cidadania de outro mundo.

Agora considere o que Hebreus fala acerca de Cristo: “Jesus também sofreu fora das portas da cidade” (Hebreus 13:12). Jesus também sofreu como um estrangeiro – sempre fora da formalidade religiosa, fora da aceitação social. Além disso, Cristo estava também “fora” no sentido de não ter lugar na terra para repousar Sua cabeça. Em tudo o que Jesus fez e fazia, Ele estava sempre olhando para o céu.

Como nosso Salvador e nosso Pai Abraão, “Pois não temos aqui nenhuma cidade permanente, mas buscamos a que há de vir” (Hebreus 13:14). Nós vivemos e trabalhamos nessa Terra, mas somos estrangeiros aqui. Nossa verdadeira casa é a Nova Jerusalém. Portanto, Hebreus insiste: “Portanto, saiamos até ele, fora do acampamento, suportando a desonra que ele suportou” (Hebreus 13:13).

Até que nos estejamos “fora” do acampamento – fora deste mundo de luxúria e materialismo – nós não estaremos onde nosso noivo está.

Eu vivo em uma bela casa e dirijo um bom carro. Mas eu, continuamente, preciso guardar meu coração do materialismo. O fato é, você pode ter uma fé poderosa e ainda assim não ansiar por Cristo. “Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas não tiver amor, nada serei” (1 Coríntios 13:2). Tristemente, quando eu olho em volta de mim hoje, eu vejo multidões de crentes que têm uma grande fé, mas não anseiam estar com Cristo. Em vez disso, eles elevam seus olhos nas coisas deste mundo e em como obtê-las. Eu encontro pessoas que não querem ouvir acerca de focar no céu ou serem peregrinas nesse mundo. Para elas, tal mensagem significa uma interrupção de “boa vida” que elas têm aqui.

Graças a Deus que Ele tem um jeito maravilhoso de nos empurrar para fora dos portões. Ele nos diz, essencialmente, “Se eu vou te dar Meu Filho em casamento, não podem haver outros atrativos em sua vida. Eu quero ter certeza que não há luxúria ou atração por qualquer coisa ou pessoa mais do que a Cristo. O seu sonho mais empolgante, a pulsação mais profunda do seu coração, deve ser o(a) do desejo de estar com Cristo.”

Download PDF