NOSSO PAI DE AMOR | World Challenge

NOSSO PAI DE AMOR

David Wilkerson (1931-2011)
February 9, 2018

Muitas pessoas acham difícil pensar que Deus é um pai de amor, pois elas o vêem a partir de experiências passadas. Deus descreve a sua natureza a Moisés como “compassivo e misericordioso, paciente, cheio de amor e de fidelidade” (Êxodo 34:6).

Satanás ama plantar uma visão pervertida do Pai em nossa mente, assim como tentou com Jó quando ele acusou Deus de ser um “espião no céu”. O diabo tenta fazer -te acreditar que Deus está mais disposto a te condenar do que te salvar e abençoar. “Por certo contarás então os meus passos, mas não tomarás conhecimento do meu pecado. Minhas faltas serão encerradas num saco; tu esconderás a minha iniquidade” (Jó 14:16-17). Jó estava dizendo: “Senhor, você tem me seguido para ver se eu falharia. Está reunindo todos os meus pecados e os guardando para me julgar”.

A verdade é que Deus não estava espionando Jó. Ele estava tão cheio de amor por Jó que se vangloriava dele. Quando estamos no meio de tribulações e dificuldades, tendemos a esquecer o que Deus diz sobre a sua própria natureza. Ainda assim, se apenas confiássemos nele em tais momentos, teríamos paz e segurança em nossas almas. Vemos repetidamente que:

  • Deus está sempre pronto para perdoar. “Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar” (Salmos 86:5)
  • Deus é paciente conosco, cheio de bondade e misericórdia. “O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras” (Salmos 145:9)
  • Ele é lento em irar-se. “Bondoso e compassivo é o Senhor, tardio em irar-se, e de grande benignidade” (Salmos 145:8).

Quando entrar na presença do Senhor em adoração, seja cuidadoso com a figura de Deus que você leva contigo. Esteja convencido de que ele te ama e que é exatamente como diz ser!

Download PDF