Recursos limitados nunca limitaram Deus | World Challenge

Recursos limitados nunca limitaram Deus

Gary WilkersonDecember 2, 2019

“E, como Gideão veio ao Jordão, passou com os trezentos homens que com ele estavam, já cansados, mas ainda perseguindo” (Juízes 8:4).

A vida de Gideão é um perfeito exemplo de como Deus prepara circunstâncias impossíveis para os seus servos a fim de demonstrar a sua glória. O Senhor chamou este homem tímido para liderar Israel contra um inimigo poderoso: 100.000 midianitas, comparado com o exército de Israel com 22.000 homens – dos quais foram reduzidos a uma unidade especial de combate com apenas 300 homens. Não se tratava apenas de chances muito reduzidas, mas beirava o impossível. Deus elevou os limites muito além dos limites de Gideão, a fim de obter toda a glória para si.

Eu vejo quatro lições para nós, hoje, na história de Gideão.

  1. Recursos limitados nunca limitaram Deus. O nosso Senhor deixou claro: devemos colocar “todas as nossas fichas” nele quando o seguimos. E isto significa abandonar toda a autoconfiança – toda a confiança em nossas habilidades e recursos – e confiar na provisão do Senhor. Deus propositadamente limita os nossos recursos para garantir que ele receba toda a glória.
  2. O desânimo pode impedir – mas nunca parar – o plano final de Deus para a vitória. Isto é mais fácil de entender se você se colocar no lugar de Gideão. Algumas vezes, as nossas experiências mais desanimadoras não chegam no campo de batalha da vida, mas da nossa família espiritual. Gideão enfrentou o desencorajamento das pessoas, mas isso não o impediu de seguir adiante.
  3. A graça para a vitória estende-se aos exaustos. Mesmo diante da exaustão, Gideão sabia que Deus estava prestes a trazer vitória. Que assim seja para nós: quando continuamos a confiar no Senhor durante as dificuldades, então – assim como aconteceu com Gideão – podemos ter certeza que a vitória completa de Deus está próxima.
  4. Deus não para uma batalha na metade. Os seus planos são de total libertação – e algumas vezes, ela chega no último minuto, quando estamos frustrados, cansados e não conseguimos dar mais um passo adiante.

De fato, toda a batalha que enfrentamos tem um propósito eterno. Não se trata apenas de derrotar um inimigo – é para exaltar a Jesus. Quando confiamos em Deus mais do que em nossa capacidade, ele proporciona toda a força para concluir a batalha – e o faz de forma a trazer toda a glória para si mesmo.

Download PDF