Boas Notícias & Más Notícias | World Challenge

Boas Notícias & Más Notícias

David WilkersonNovember 1, 1978

As boas notícias primeiro! E explico porque. Acho que as pessoas no país todo têm fome de boas notícias. Tem havido uma enxurrada tão contínua de más notícias, que qualquer notícia boa parece um raio de sol na escuridão. Às vezes vemos só o lado mau das coisas e esquecemos que por todo lado, todo tipo de coisas belas e inspiradoras está acontecendo. Quero compartilhar algumas das notícias boas que precisam ser lembradas.

1. A TAXA DE DIVÓRCIOS SE ESTABILIZOU E PODE EM BREVE REVERTER

Estudos revelam que nos últimos meses, a taxa de divórcios gradualmente se reduziu, e em algumas localidades do país, está na verdade revertendo. Mais surpreendente, especialistas nos dizem que cerca de 20% destes divorciados estão agora se casando novamente com os ex-cônjuges.

Também é muito encorajador ver a nova tendência trazida por conselheiros profissionais. Há poucos anos atrás, inúmeros especialistas advogavam casos extraconjugais, divórcios fáceis, experimentações sexuais e troca de parceiros. Houve uma súbita mudança de direção. Agora os especialistas clamam por uma volta aos antigos valores. Casamento com um só parceiro finalmente está ganhando como a única forma satisfatória para encontrar paz e realização. Por exemplo, dois autores bem conhecidos, especialistas em aconselhamento matrimonial, recentemente se casaram após viverem juntos quase dois anos. Disseram ter descoberto que eles também queriam experimentar a antiga alegria de ser fiel a um parceiro.

2. ESTÁ HAVENDO UMA MULTIPLICAÇÃO DE MILHARES DE CASAMENTOS FELIZES, E SEUS NÚMEROS ESTÃO CRESCENDO!

Às vezes me desencorajo com toda essa conversa de divórcio e lares desfeitos. Se não tivermos cuidado, nos deprimimos em pensar que a maioria dos casamentos é infeliz, problemática e caminha para o divórcio. Não é assim – de modo algum!

Isso ficou muito real para mim em uma recente cruzada. Sentados na fileira da frente estavam duas belas pessoas, ambas na faixa dos cinquenta. O marido o tempo todo durante a minha cruzada, abraçado a ela como se ela fosse o seu mais precioso tesouro. Ela ficou sorrindo para ele durante toda a reunião. Eu conseguia ler os lábios dele que lembravam a ela – “Te amo”. Fui tão abençoado por tudo isso. Parei a reunião e os perguntei publicamente há quanto tempo estavam casados. “Trinta e três anos”, ele respondeu com largo sorriso, “e ta cada vez melhor”. Senti-me inspirado a pedir à plateia toda que levantassem as mãos todos os casais que estavam felizes em seus casamentos por pelo menos dez a vinte anos. Centenas de mãos se levantaram. O amor entre tantos maridos e esposas era tão poderoso, tão belo, que a plateia chorou.

Milhares de pessoas aquela noite compreenderam o que o Espírito Santo estava dizendo – que há milhões de pessoas que não se curvaram a Baal. Um exército de maridos e esposas fiéis está se fortalecendo no amor e nos cuidados de um pelo outro. Satanás nunca será capaz de destruir seus lares e casamentos. O amor deles é algo constante, renovado diariamente pelo poder sobrenatural de Deus. Não é verdade que todos os casamentos estão acabando em divórcio. A maioria dos casamentos cristãos continuará feliz e forte.

3. ADOLESCENTES EM TODOS OS LUGARES ESTÃO VIVENDO FOME DE VALORES LIMPOS E SAUDÁVEIS!

É verdade que muitos adolescentes bebem e usam narcóticos. Outros são ímpios e maus. Mas em minhas viagens pelo país, sinto uma fome crescente por um retorno a valores sólidos e antigos. Não se trata de um retrocesso religioso raso. Não é uma moda passageira superficial que passa rápido. É realmente um tipo de revolução.

Pela primeira vez em anos, mães solteiras estão de novo sentindo pesar por suas ações. Adolescentes estão aprendendo novamente a se ruborizar. As garotas agora querem mais do que só um fim de semana de sexo e bebidas. Agora, elas estão reivindicando compromisso de seus namorados – e fidelidade. Sem compromisso definitivo – não há sexo. Menos e menos estão vivendo juntos sem casamento. A coisa de “ficar” tem causado mais ciúmes, brigas, e aborrecimentos do que o casamento. As garotas estão ficando espertas – elas agora compreendem porque os jovens preferem só viver juntos. É porque assim eles podem sair e pegar outra garota quando enjoam. Este cenário está mudando rapidamente. Veja a parte social dos jornais nos próximos meses de maio, junho e julho. Prevejo um número aumentado de casamentos.

Também, estes jovens recém-casados estão cansados de divórcio. Eles sofreram através do divórcio dos pais, e estão resolvendo trabalhar pesado para fazer os próprios casamentos funcionarem. Estou mais encorajado do que em qualquer outro tempo de meu ministério, porque agora os nossos jovens estão vendo tão mal o divórcio, e tão bem o casamento. Gravidez sem casamento está fora! O que chegou é compromisso! Graças a Deus por está nova tendência.

E agora as más notícias!

1. PEGUE SUA VELHA REVISTA DE ECONOMIA E RELEIA-A - TEMPOS DIFÍCEIS ESTÃO CHEGANDO

Será que eu ainda acredito que uma grave recessão está chegando? Crise imobiliária? Uma queda na venda de automóveis? Greves generalizadas? Inflação galopante? Colapso das bolsas? Pânico em Wall Street? Falência bancária? Demissões?

SIM! Totalmente! Os europeus já estão chamando o dólar de “dinheiro de papel”. É exatamente como chamaram o marco europeu pouco antes da Grande Depressão. O programa de Carter para fortalecer o dólar e a economia não funcionará em longo prazo.

O ouro, que antes estava a $200 a onça, caiu a $100 (queda de $100 dólares por onça). O ouro está subindo de novo, e cresceu recentemente a mais de $230 a onça. Esta subida dramática representa só pânico no coração das pessoas. O ouro não tem valor intrínseco. A Bíblia está cheia de relatos de sociedades jogando ouro nas ruas como inútil em tempos de crise. O ouro não é uma proteção. É uma mercadoria de pânico que se alimenta do medo. Os cristãos são alertados na Bíblia para nao confiarem nele.

A meu ver, estamos bem à beira da mais severa recessão desde a Grande Depressão. Breve os cristãos não serão mais capazes de ignorar o meu tipo de mensagem. Não vai demorar até que todos estejam prestando atenção a alertas de preparação.

2. UM NÚMERO CRESCENTE DE IGREJAS E DE MINISTÉRIOS ESPECIAIS IRÁ À FALÊNCIA

Nos últimos anos, tenho suplicado a meus colegas ministros evitarem o débito. Tenho alertado contra empréstimos de milhões de dólares para financiar gigantescos projetos de prédios e programas não vinculados. Apareci em quase todos os programas cristãos de televisão, alertando piedosos diretores contra o lançamento de programas caros totalmente desvinculados do chamado original. Respeito estes homens de Deus, mas tremo quando os vejo pedindo milhões e milhões para construir escolas, faculdades, aumento da sede, centros para aposentados, lugar para retiros, etc, etc. Tenho lhes dito na cara que chegará o tempo em que talvez eles tenham de sofrer e seus fundos poderiam ser drasticamente cortados.

Eu também me aflijo em ver número crescente de ministros comprando ou fazendo leasing de jatos particulares. Estamos em um dia no qual todos nós ministros deveríamos estar reduzindo estilos de vida – desejosos de deixar nossos impérios, e trabalhar só com as pessoas. Já há prédios inacabados e sem funcionar, apodrecendo, sem fundos para acabar, ministros desenvolvendo úlceras e dores no peito. Eles se preocupam e temem. São forçados a pedir e pleitear recursos adicionais, até que isso começa a afastar seus amigos mais leais.

Nesse exato momento, cinco grandes igrejas estão falidas. Muitas outras estão à beira. Alguns destes pastores são meus mais queridos amigos – e estão com os nervos destroçados. Apesar de tudo isso, outros continuam a pedir empréstimo de muitos milhões para construção de edifícios caros e para expandir as instalações. Correm pelo país todo, tentando empréstimo de milhões de dólares. Dói quando me dizem que simplesmente tenho falta de fé. Não se trata de falta de fé – creio que Deus vai crucificar todas as minhas viagens de ego, bem com as dos demais pastores e evangelistas.

Os nossos pequenos impérios vão cair. Os nossos grandes orçamentos vão ser cortados. Seremos forçados a voltar aos métodos simples do Novo Testamento. E ficaremos surpresos com quanto mais podemos fazer por muito menos.

Um último alerta a todos que queiram: acerte a sua casa! Fique livre de dívidas. Se contente com o que você tem. Controle os seus apetites e tire o olhar de prédios e coisas materiais. Envolva-se apenas com pessoas e com as necessidades delas.

3. MESMO OS CRISTÃOS IRÃO SOFRER – MAS DEUS NUNCA ABANDONARÁ NENHUM DE SEUS FILHOS – E NEM UM SEQUER JAMAIS MENDIGARÁ O PÃO

Deus prometeu que mesmo que Seus filhos sempre vivam com sofrimento, nunca precisam ter medo. Deus os protegerá e alimentará em meio a toda crise. Tempos difíceis podem apenas cooperar para o bem de todos que confiam no Senhor. Vida fácil fez muitas almas adormecerem. Vamos experimentar um bom abalo. Todos seremos testados – mas isso será bom para a nossa vida espiritual. Levará as pessoas de volta à oração; os crentes serão estimulados a voltar às suas bíblias. O amor ao próximo crescerá, e nossas necessidades comuns irão nos ajuntar. Teremos de aprender a confiar nos cuidados de Jesus um dia de cada vez. A igreja vivenciará um despertamento genuíno. O povo de Deus se afastará do materialismo e do confiar em coisas do mundo.

Medo da depressão econômica – greves – terremotos – falência dos bancos – guerras e rumores de guerra? Nem pensar! O perfeito amor lança fora todo medo. Aprendemos que devemos nos rejubilar ao ver todas estas coisas acontecendo. Que nenhum confiante filho de Deus seja vencido por medo ou ansiedade. Deus ainda tem tudo sob controle.

Uma palavra final – Tive uma reunião especial com todos os que trabalham comigo nesse ministério. Como resultado, carros de luxo estão sendo trocados por carros econômicos em alguns casos. Pessoal associado tem se oferecido para ter salários reduzidos, a ponto de trabalharem sem salário, quando e se necessário.

Paramos todas as construções. Estamos resolvidos a nos contentar com o que temos. Não vamos pedir dinheiro, e nos comprometemos a colocar todo dólar recebido diretamente para ajudar a salvar os jovens. Precisamos só $35.000 dólares para fechar totalmente o ano no preto. Temos orado em conjunto que Deus nos ajude nisso, e a partir daí, não faremos nada sem dinheiro em mãos. A sua ajuda é realmente necessária.

Como é bonito que tantos amigos se interessem. Sou um ministro que se recusa a ter úlcera ou colapso nervoso devido a dívidas ou ampliações. Estou muito satisfeito simplesmente ministrando às necessidades das pessoas. O meu olhar não está em prédios e em grandes sedes. Estou concentrando todo o tempo e a atenção na ajuda às pessoas solitárias e sofridas que precisam de ajuda.

Download PDF