A Necessidade em Você e Como Cuidar Dela | World Challenge

A Necessidade em Você e Como Cuidar Dela

David WilkersonSeptember 8, 2014

Esta mensagem é para qualquer pessoa que esteja carregando uma necessidade agora mesmo; em especial para os que têm tido medo de expressar sua necessidade. Em cinquenta e oito anos pregando em todo o mundo, aprendi que muitas vezes as pessoas com necessidades mais profundas podem exibir uma fachada. Por fora parece que tudo está ok na vida, mas por dentro sentem a morte.

Quando o livro “A Cruz e o Punhal” tinha acabado de ser publicado, conheci muitas personalidades famosas em programas de entrevistas na TV. Uma delas era um comediante que havia se divorciado dez vezes. Durante a primeira hora ouvimos o comediante zombando do casamento. Ele brincava dizendo "“Estou prestes a me casar pela décima primeira vez”". O tempo todo a futura esposa estava sentada na plateia. O comediante dizia que os homens deveriam abandonar o casamento se não estavam felizes, e achar uma esposa mais jovem.

A certa altura o anfitrião virou-se para mim e disse, “"Sr. Wilkerson, o senhor não comentou nada"”. Naquele momento o Espírito do Senhor veio sobre mim, e eu disse ao comediante, “"Senhor, penso que acabei de conhecer o homem mais solitário deste país. Acho que você chora toda noite até dormir. Você é leviano com o matrimônio e com seus casamentos. Mas acho que isso é representação"”.

O apresentador rapidamente chamou o comercial. Poucas horas depois, após o show ter acabado, eu estava esperando fora para pegar um taxi. O comediante chegou de carro com a cara entristecida e disse, “"Sr. Wilkerson, preciso falar com o senhor. Por favor, deixe eu te levar ao hotel"”. Entrei no banco de trás do carro enquanto ele e a noiva ficaram na frente. O comediante olhou para mim no banco de trás e disse, "“Reverendo, o senhor pôs o dedo na ferida"”.

Enquanto dirigia, balançando a cabeça ele disse, "“Dez mulheres não se enganam. E difamei esta mulher”", olhando para a noiva. "“Acho que eu preciso de Deus. Todo esse tempo venho sentindo uma necessidade lá dentro de mim. E isso não sendo resolvido, tenho ido de uma mulher para outra. Eu estava tentando achar alguém que pudesse cuidar desse sofrimento"”. Ministrei a este homem, lhe falei de Jesus e orei com ele e a futura esposa.

Em todos os meus anos de ministério, ainda estou para encontrar alguém que não tenha uma necessidade

Trabalhei com jovens que tinham vícios tão violentos em drogas que os especialistas da sociedade diziam que deveríamos desistir deles. Mas eu sabia que todo o anseio que os levava ao vício era motivado por uma necessidade profunda de amor – o amor de Deus.

Há em cada um de nós alguma pergunta profunda, algum sofrimento interior, alguma dor não curada. Pode ter a ver com qualquer coisa – família, filhos, casamento, trabalho ou simplesmente com solidão. Por mais que tentemos, não podemos esconder a nossa necessidade na presença de Deus. O Espírito Santo é o cão de caça dos céus que vem nos dar abertura para o amor de Jesus. O Espírito manifesta este amor não apenas em palavras, mas em atos, mostrando o caminho para resolvermos nossas profundas necessidades.

Não podemos fazer nada fisicamente para atender nossa necessidade. Nenhum médico ou psicólogo pode conceder isso. E não conseguimos buscando alguma reposta emocional. Nenhum pastor, amigo, cônjuge, pode atender esta necessidade íntima. Ninguém consegue chegar à raiz dela, pois não tem capacidade para tal.

Há pessoas com quantidades enormes de riquezas que chegaram a este ponto. Lembro ter lido sobre o dono de um dos times de futebol de Nova York cuja filha teve a vida ceifada. Esta jovem tinha todo o dinheiro que quisesse. Ela tinha carros velozes e mostrava também uma vida veloz. Então um dia a sua vida se foi, e nenhuma quantidade do dinheiro do pai pôde trazê-la de volta.

Surpreende-me como tantos jovens continuam se entregando à vida de farra tentando atender à sua maior necessidade. Para muitos nesse país, toda noite é um agito. Estão na bebedeira e na maconha mais do que nunca. É tudo uma tentativa de afastar o vazio e de acalmar temores em relação ao futuro.

Recentemente perguntei ao filho de um pastor por que ele se envolveu com a turma da maconha. Ele respondeu “"Nunca achei que a minha vida valesse alguma coisa. Sou devagar para aprender, nunca fui aceito pela maioria. Então me liguei a alguns amigos que fumavam maconha. Me senti aceito por eles. A maconha me acalma a cabeça um pouco. Nesses momentos não me sinto deixado de fora. Não tenho medo da minha vida não dar em nada"”.

Mas ele admite que isso não esteja ajudando. Toda vez que falo com ele, ele revela que está cada vez mais afundado na maconha - e está encontrando menos e menos paz nela. Sei que para alguns leitores isso é verdade. Talvez você tenha se voltado à maconha, ao álcool ou a alguma outra droga tentando aliviar a dor e resolver aquela necessidade profunda em si. Mas não está resolvendo.

A Bíblia não esconde o fato de que os prazeres do mundo parecem dar alívio algum tempo. Porém há um problema com pecados de prazer: o alívio que eles trazem diminui com o tempo. De fato, estes pecados se mantêm subtraindo o alívio até finalmente a alma ter um balanço negativo. As coisas que antes traziam prazer agora o levam cada vez mais fundo no desespero.

Algumas pessoas que estão lendo esta mensagem foram pegas nessa armadilha. Mas entre elas há as que vieram a enfrentar essa realidade - e aceitaram a verdade do evangelho.

Você não consegue encontrar ajuda para a sua necessidade em lugar algum do mundo a não ser em Cristo

Não há na terra para onde se virar. Inexiste outra esperança. Você precisa definir na mente que a necessidade é espiritual. E nenhuma droga, nenhum ser humano, nenhuma quantidade de dinheiro pode cuidar dela.

Há três coisas que o Espírito Santo quer que você saiba:

Primeiro, a sua única esperança é reconhecer que a sua necessidade é espiritual. Tem muito pouco a ver com o seu passado. O problema não é onde você está agora, mas o que o levou a este ponto.

Segundo, você não pode apenas ouvir a verdade; você tem de praticá-la. As escrituras deixam isso muito claro: Jesus disse, “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Se você Me ama, Me obedeça. Faça o que Eu digo. Você praticará a verdade”.

Não se engane. Não basta conhecer a verdade. Talvez você conheça a Bíblia desde cedo na vida. Mas mesmo que não, Deus deixa claro em Romanos que Ele se fez conhecido ao mundo através da maravilha da natureza e falando ao coração do homem. Todos somos feitos conhecedores da verdade de Deus.

Porém há mais além de simplesmente se conhecer a verdade. Há a “"prática”" da verdade. Isso quer dizer ouvir o evangelho de Cristo, aceitá-lo como verdade, e andar de acordo com esta verdade. O desígnio de Deus é que vivamos a verdade.

Isto pode soar simples demais. Mas o apóstolo Paulo fala dos que “não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça”.

A sua grande necessidade nunca será atendida se você ainda diz lá no coração do coração, “"Eu amo o que estou fazendo. Não posso largar isso”."

É preciso haver um clamor em seu coração. Você precisa chegar ao fim da linha. Muitos lendo esta mensagem sabem disso. Ouviram suficientemente do evangelho para saberem que tudo que eu disse aqui é verdade. O que nos leva à terceira coisa que o Espírito Santo quer lhe dizer:

Em João 17, Jesus está falando de Seus seguidores quando diz uma maravilha assombrosa

Nesta passagem, Cristo está orando pelos discípulos. Mas a prece de Jesus aqui é também para todas as futuras gerações que colocariam a sua confiança nEle como Salvador e Senhor. Jesus diz: "“(Peço)... que os guardes do mal”" (João 17:15).

Jesus não para aqui. Ele acrescenta no verso 20, “"Mas também (rogo) por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra"” (itálicos meus). Em outras palavras, “"Oro não só para os que creem em Mim. Oro também pelas pessoas às quais os Meus seguidores pregarão”."

Ao ler isso há pouco tempo atrás, a oração de Cristo me atingiu com força total. Ele estava orando por você, prezado leitor que lê estas palavras que escrevo agora. Em verdade, enquanto você lê esta minha mensagem, esta passagem das escrituras está sendo cumprida.

Jesus começou a orar por você antes de esta mensagem escrita sequer ter chegado à minha mente. E o que estou lhe dizendo aqui se acompanha pelas orações do próprio Jesus ao Pai celestial. Ele está orando que o seu coração seja aberto para o que você lê: "“Pai, dê-lhe ouvidos para ouvir e olhos para ver”."

Saiba, enquanto Jesus ora por você, que Deus nunca rejeitou as preces do Seu Filho. Nesse momento tudo depende de você. O que digo a seguir o faço em amor com a responsabilidade dada a mim como ministro do Senhor. É assunto sério jogar fora a amorosa graça de Deus.

Há uma tendência para endurecer o seu coração com o tempo. Quanto mais você ouve de Jesus, menos você quer ouvir – e mais duro o seu coração vai se tornando. Então, querido, este é o seu dia. Esta é a hora que Deus preparou para você ouvi-Lo. Ele não trouxe estas palavras diante de você por mero acidente. Você está ouvindo isso na perfeita e divina vontade dEle.

O tempo todo Ele soube da mais profunda necessidade do seu coração. E testemunhou cada tentativa que você fez para cuidar desta necessidade. Ele ouviu o grito profundo da sua alma. Peça que Ele o encontre agora em Seu Filho, Jesus. Cristo é o caminho para cuidar de toda necessidade que você tenha. Tudo que você precisa está nEle. Amém.

Download PDF