A ira de Satanás louvará Deus | World Challenge

A ira de Satanás louvará Deus

David WilkersonSeptember 1, 2006

O salmista escreve: "Pois até a ira humana há de louvar-te" (Salmo 76:10). De acordo com este versículo, a ira do ímpio será um dia transformada em louvor ao Deus Todo-Poderoso. Que momento incrível será esse: a língua dos malfeitores será capaz somente de reconhecer e adorar ao Senhor!

A minha pergunta sobre este versículo é: de onde vem a "ira humana"? Neste momento uma ira feroz e intensa está cobrindo a terra inteira, algo do qual homem não é capaz por sí só. E essa ira se manifesta de diversas maneiras. Reflita nisso:

  • O islamismo radical está desencadeando sua ira raivosa contra todos os que se recusam a se curvar diante de Alá.
  • Na Coréia do Norte, um ditador furioso possuído por demônios está ameaçando o mundo, e ao mesmo tempo promove cruel opressão e fome sobre seu próprio povo.
  • No Oriente Médio, nações inteiras se tornam instrumentos do Diabo para tentar destruir Israel. 
  • Na Europa e nos Estados Unidos, a ira dos que detestam e desprezam o nome de Jesus está se intensificando.
  • Finalmente, há a ira dos ímpios que se entregaram ao pecado. Eles se enfurecem em seus esforços para derrubar completamente o governo de Deus.

Ao examinar estas formas atuais da ira do homem, percebo que elas não são de natureza humana. Não pode haver nenhuma dúvida: é tudo totalmente satânico. A Bíblia nos dá estes versos para provar isso:

  • O apóstolo João, falando dos últimos dias, escreve: "O diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta" (Apocalipse 12:12).
  • Jesus disse aos que se enfureceram contra ele: "Vós sois do diabo, que é o vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos" (João 8:44). Em um só versículo, Cristo identifica a origem de tanta raiva: ela não é meramente humana, mas vem diretamente do próprio Satanás.

De acordo com essas passagens, o que estamos enfrentando agora é nada menos que uma ira demoníaca dirigida a partir do inferno. Não é só uma raiva política, nem mera raiva pessoal, nem simplesmente uma questão Islam versus Israel. É muito pior.

O salmista aborda esse fenômeno quando pergunta perplexo: "Por que se enfurecem os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam, e os príncipes conspiram contra o Senhor e contra o seu Ungido" (Salmo 2:1-2).

É tudo uma fúria demoníaca direcionada contra o Deus Jeová e Seu Filho, Jesus Cristo. E as várias formas que essa ira está tomando estão se tornando mais e mais potentes. Exatamente agora, vemos as palavras de Cristo representadas diante de nós no palco mundial. Os filhos de Satanás estão claramente cumprindo as ordens de seu pai.

Clérigos islâmicos estão pedindo uma "fatwah" mundial contra todos os que se recusam adorar seu deus falso. Em raiva demoníaca, os inimigos de Cristo estão literalmente levantando armas e comandando as massas, "Prostrem-se diante do nosso deus, ou morram".

No entanto, nada desta ira satânica é novidade. Vemos exemplo após exemplo desta loucura demoníaca ao longo da história. Em Daniel 3, o rei Nabucodonosor estabeleceu um deus de ouro na Babilônia e exigiu que ele fosse adorado. Cada funcionário, líder e cidadão das mais de cem províncias babilônicas tinha que se prostrar ao chão perante este deus ou encarar a morte. Havia apenas duas escolhas: curvar-se ou ser queimado. Se alguém se recusasse a adorar o ídolo de Nabucodonosor, seria queimado vivo em enormes fornos.

Após o decreto ter sido lançado, três consagrados jovens judeus moradores do reino recusaram-se a curvar-se. Irado, Nabucodonosor os arrastou até ele e exigiu saber: "Quem é o deus que vos poderá livrar das minhas mãos?" (Daniel 3:15). Eis a resposta deles: "Se o nosso Deus, a quem servimos, quer livrar-nos, Ele nos livrará da fornalha de fogo ardente e das tuas mãos, ó rei" (3:17).

A reação do rei amarrado a demônios era previsível: "Então, Nabucodonosor se encheu de fúria e ordenou que se acendesse a fornalha sete vezes mais do que se costumava" (3:19). Isso foi ódio puramente demoníaco contra o Deus Jeová. A verdade é que todos os que se levantam por Cristo podem esperar encontrar tal ira. Essa obediência sempre desperta a ira dos que recebem ordens de Satanás.

Então, qual foi o resultado? Qual Deus prevaleceu na Babilônia? No meio dessa disputa, o próprio Jesus manifestou a Sua glória e poder. Quando o rei Nabucodonosor observou atentamente a fornalha ardente, ficou chocado com o que viu. Ele gritou: "Nós jogamos três homens na fornalha, mas agora eu vejo quatro homens. Eles estão andando pelo fogo, e eles não estão sendo queimados. Na verdade, eles agem como se as chamas rugindo não fossem nada. E o quarto homem tem a aparência do Filho de Deus! " (Daniel 3:25, minha paráfrase).

Quando Jesus aparece, o jogo acaba. Seus inimigos têm de se curvar diante dEle.

Hoje, o Islã é uma espécie de Babilônia com líderes loucos como o rei Nabucodonosor. Essa religião está ameaçando o mundo inteiro exigindo que sua divindade, Alá, seja adorada. As organizações terroristas com apoio islâmico estão exigindo: "Curvem-se a Alá, ou explodiremos seus aviões. Bombardearemos suas cidades, trens, ônibus e túneis. Vamos seqüestrá-los, torturá-los e decapitá-los. Alá vai dominar o mundo. O Islã vai prevalecer".

Ao considerarmos tais forças demoníacas, deveríamos retornar novamente à história de Nabucodonosor e daqueles três servos fiéis. Ela nos diz que em apenas uma hora, o Senhor desceu e livrou os Seus servos - e isso mudou tudo. Tudo parecru diferente quando o Senhor manifestou Seu poder, fazendo com que o rei gritasse:

"Bendito seja o Deus (destes três homens), que enviou o seu anjo e livrou os seus servos, que confiaram nele, pois não quiseram cumprir a palavra do rei, preferindo entregar o seu corpo, a servirem e adorarem a qualquer outro deus, senão ao seu Deus " (Daniel 3:28). Imediatamente, Nabucodonosor emitiu um decreto diferente. Este declava que o único Deus a ser adorado era o dos três jovens judeus: "Porque não há outro deus que possa livrar como este" (3:29).

Vamos voltar agora para o salmista, que pergunta por que as nações ímpias se enfurecem contra o Senhor. Segundo ele, eis como Deus reage à tal ira: "Ri-se aquele que habita nos céus, o Senhor zomba deles. Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá" (Salmo 2:4-5).

O próprio Senhor então declara: "Eu, porém, constituí o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião. ... Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei" (2:6-7). Os muçulmanos e outras religiões pagãs podem esperar instalar os seus deuses como rei, governando o mundo. Porém Jeová Deus diz: "Eu já instalei o Meu Filho Jesus Cristo, o Messias, como o rei dos céus e da terra. Ele é o Senhor de todos ".

O próprio Pai diz: Jesus reina como Senhor. Qual é a reação do mundo para isso?

Em todo o mundo, está se levantando um ardente ódio contra a palavra de Deus. A Bíblia é desprezada, ridicularizada e amaldiçoada por homens ímpios. Eu pergunto: o que há no nome de Jesus, que só de ser simplesmente mencionado suscita tanta ira? Nenhum nome é tão desprezado em todo o mundo. Entretanto, não há salvação em nenhum outro nome, senão no dEle: "E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa quesejamos salvos" (Atos 4:12).

Sabemos que o nome de Jesus sempre foi odiado pelos perversos. Mas agora esse ódio se transformou em fúria demoníaca. O nome de Cristo está lenta e sutilmente sendo apagado da sociedade, por mandatos legislativos em nações de todo o planeta.

Recentemente, recebi uma notícia de uma fonte muito confiável sobre algo se desenvolvendo nas Forças Armadas dos EUA. Uma tentativa está sendo feita determinando que nenhum capelão, seja católico ou protestante, possa citar o nome de Jesus Cristo. O raciocínio por trás disso é inacreditável: "Temos que ter maturidade espiritual em uma sociedade pluralista". Que engano! Pense nisso: primeiro, a proibição de qualquer menção do nome de Jesus, e depois dizer que é uma questão de maturidade espiritual. Isto veio diretamente do inferno!

Por que há tanta fúria contra o Filho de Deus? Por que os maus tremem à menção do Seu nome? É por causa daquilo que Seu nome representa: o nome de Cristo significa libertação de pecado. Significa liberdade do domínio do pecado. Significa a morte da velha e caída natureza adâmica, e entrada em novidade de vida. Representa o poder para abandonar e negar todas as paixões e prazeres pecaminosos.

Contudo, você observa que os amantes do prazer não desejam largar seus estilos de vida sensuais. Paulo diz o seguinte sobre eles: "Essas pessoas não somente amam seus pecados, mas também compreendem perfeitamente que o julgamento de Deus é contra os adúlteros, fornicadores e perversões sexuais. E ainda assim, têm prazer em quem faz essas coisas. Eles odeiam Deus" (Romanos 1:28-32, minha paráfrase).

De acordo com o salmista, a atitude do pagão é, "Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas " (Salmo 2:3). Traduzindo em termos modernos: "Venham, não podemos mais tolerar as condenações da Bíblia. Não vamos permitir que a ‘escravidão de Jesus’ nos pare. Vamos fazer vigorar leis que anulem todas as velhas correntes de moralidade. Reivindicaremos nosso direito de casamento entre dois homens ou duas mulheres. Vamos pressionar para legalizar todos os tipos de desvios sexuais. Precisamos romper os limites da velha moral. Vamos reivindicar uma postura superior da moral ".

A minha Bíblia diz o que acontecerá em tal hora. Quando a ira dosperversos estiver prestes a oprimir as leis da natureza, transformando a sociedade em um indescritível inferno semelhante à Sodoma, onde cada homem faz sua própria lei - é quando o nosso Senhor se moverá: "Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá "(2:5).

O salmista nos diz: "Estabeceram seus próprios padrões como sagrados. Levantaram seus machados terrenos numa floresta de árvores para derrubar tudo que for reto. Estão esmagando coisas santas com machados e machadinhas, pervertendo a habitação de Deus" (vide Salmo 74:4-7). Em seguida, ele lamenta: "Até quando, ó Deus, o adversário nos afrontará? Acaso, blasfemará o inimigo incessantemente o teu nome?"(74:10).

É quando a palavra de Deus diz que a destruição e blasfêmia que são causadas pela ira do homem não durarão muito tempo. "Pois até a ira humana há de louvar-te; e do resíduo das iras te cinges " (76:10). Como isso acontecerá? Simplificando, quanto mais intensa a ira humana se torna, mais Deus vai derramar da Sua graça. "Mas onde abundou o pecado, superabundou a graça" (Romanos 5:20).

Vemos maravilhosos exemplos disto ao longo da história. Pense em como a igreja de Cristo foi perseguida na China, debaixo da terrível ira do comunismo. Todas as formas de atividade religiosa foram proibidas, incluindo o budismo, a religião proeminente naquela terra. Um vácuo espiritual foi deixado, com pessoas vazias e famintas. Mas, novamente, a ira humana se transformou em louvores a Deus. O Senhor derramou rios da graça sobre a China, e uma igreja clandestina surgiu em toda a nação. Hoje, os números na igreja chinesa chegam a milhões e continuam crescendo.

Talvez o mais claro exemplo para mim da ira de um homem se transformando em louvor a Deus é o testemunho do apóstolo Paulo. Jesus se manifestou a este fervoroso perseguidor da igreja primitiva, no caminho para Damasco. Em um único momento, o ódio feroz de Paulo contra Cristo e Sua igreja foi transformado em louvor a Deus. O mundo inteiro é diferente hoje como resultado disso.

Mesmo agora, estamos vendo a ira do Hezbollah se transformando em louvor a Deus. Como? Muçulmanos no sul do Líbano fugiram da guerra para a Jordânia e Síria, onde muitos foram acolhidos pelos cristãos. À medida que estes crentes mostravam o amor incondicional de Cristo aos refugiados, alimentando-os e os acolhendo, os corações dos marginalizados muçulmanos foram se enternecendo. Eles agora estão mais abertos ao evangelho do que nunca.

Através de todos estes exemplos, vejo o Senhor respondendo ao clamor do salmista: "Levanta-te, ó Deus, pleiteia a tua própria causa; lembra-te de como o ímpio te afronta todos os dias. Não te esqueças da gritaria dos teus inimigos, do sempre crescente tumulto dos teus adversários " (Salmos 74:22-23).

Acredito que um mensageiro de Satanás foi designado à toda pessoa piedosa, e encarregado de afligi-la e molestá-la todos os dias. Se você está se aproximando do Senhor, então você irá enfrentar toda a ira de um Diabo ensandecido.

No entanto, existe uma maneira de transformar a ira de Satanás contra você em louvor a Deus. O fato é que nós não somos patinhos do tiro ao alvo ou bebês desamparados. Foram dados a nós armas e recursos que são poderosos para a destruição das fortalezas satânicas. Qual é a nossa maior arma? São as promessas do Deus Todo-Poderoso.

As escrituras nos dizem: "Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós" (Tiago 4:7). Você pode perguntar: "Mas como posso resistir ao inimigo?". Você faz isso ao se alimentar das promessas de Deus, tornando-as parte de seu próprio ser, e invocando-as quando estiver sob fogo cruzado, citando-as para o Diabo. Aqui está apenas um exemplo destas promessas:

"Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel. Eis que envergonhados e confundidos serão todos os que estão indignados contra ti; serão reduzidos a nada, e os que contendem contigo perecerão. Aos que pelejam contra ti, buscá-los-ás, porém não os acharás; serão reduzidos a nadae a coisa de nenhum valor os que fazem guerra contra ti. Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo" (Isaías 41:10-13).

Ex-líder de gangue, Nicky Cruz realizou encontros evangelísticos há não muito tempo em uma região infestada de gangues em Londres, conhecida como Hackney. A taxa de criminalidade havia fugido do controle e Nicky foi convidado pelo chefe de polícia para falar.

O sub-prefeito de Hackney é gay, assim como muitos dos membros do conselho da cidade. Quando souberam que Nicky estaria palestrando, eles pesquisaram em seu site e encontraram uma declaração dizendo que a Bíblia trata a homossexualidade como pecado. (O contexto é uma resposta de Nicky a uma carta. Nicky acrescentou. "Homossexualidade não é o problema. Pecado é o problema. O mesmo se aplica à fornicação, adultério, violência e uso de drogas e álcool.")

Esses líderes começaram uma campanha para impedir Nicky de falar, e a ira contra ele foi terrível. Ele foi chamado de intolerante e homofóbico, e jornais espalharam a notícia em suas primeiras páginas. O nosso ministério recebeu e-mails sobre todo esse furor.

Como toda essa ira estava sendo descarregada em Nicky, ele foi aconselhado a fazer concessões em declarações à imprensa. Porém Nicky recusou; pelo contrário, exigiu direitos iguais para realização de reuniões públicas, assim como outros grupos. Um escritório de advocacia assumiu a causa de Nicky e o representou, ganhando o caso.

Quando Nicky realizou suas reuniões em Hackney, o Espírito Santo veio e Jesus manifestou Seu poder. O auditório estava lotado todas as noites, e no final da semana cerca de 1.500 pessoas convidaram Jesus para seus corações. Esse número inclui alguns líderes de gangues, bem como viciados e prostitutas. Sete quadrilhas da área anunciaram paz temporária. Contando tudo, após as reuniões de Nicky a taxa de criminalidade em Hackney caiu 14 porcento.

Eu lhe pergunto: toda essa ira foi realmente direcionada contra Nicky? Não, ela visava o poder redentor de Cristo, o poder transformador do evangelho. E aconteceu porque havia um grande medo de serem convencidos do pecado. Pense nisso: se os viciados em drogas deixassem seus hábitos... se os assassinos membros de gangues fossem restaurados e feitos novas criaturas em Cristo... se os homossexuais e as prostitutas recebessem um testemunho de que nada é impossível com Cristo, que poderiam ser libertados milagrosamente... se o amor de Deus pudesse chegar a gangues incorrigíveis...então o Seu amor poderia romper qualquer cadeia de escravidão. É de se admirar que a ira de Satanás tenha se agitado tanto?

Nenhum montante de concessões, amor ou tolerância conseguirá satisfazer essa raiva e fúria demoníacas. Na verdade, apenas piorarão, muito. Agora mesmo, forças em fúria estão ganhando crescente poder político, concorrendo a cargos públicos em todo o mundo e sendo eleitas.

Em algumas regiões da União Européia, agora é ilegal pregar a Cristo com a liberdade que pregamos em nosso país. A pregação do evangelho é chamada de "crime de preconceito". Temo esteja chegando um dia quando a mesma situação ocorrerá em nossa terra.

O rei Davi foi pressionado pelo espírito anti-Deus de seus dias. Ele clamou ao Senhor, "Considera os meus inimigos, pois são muitos e me abominam com ódio cruel" (Salmo 25:19). Da mesma forma, o Salmo 124:2-3 diz: "Não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós, e nos teriam engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós".

Davi o salmista expressa o que muitos na Igreja sentem hoje. Às vezes, parece que somos impotentes para enfrentar as forças do mal que se acumulam. Até mesmo os tribunais estão envolvidos, impulsionando a nossa sociedade a estar cada vez mais perto dos portões do inferno. É duro de acreditar como, dia após dia, a moral do nosso país está sendo pisoteada na lama.

Será que o Senhor permitirá que esta ira contra Ele e Sua igreja vá adiante, até a nossa sociedade se assemelhar a Sodoma, com cada homem fazendo sua própria lei? Não, nunca! Neste momento estamos experimentando a incrível paciência do Senhor. Ele vai trazer julgamento; todavia todos os Seus juízos são para resgatar. Isaías nos dá uma ilustração maravilhosa disso:

"Eu sou o Senhor, este é o meu nome; a minha glória, pois, não a darei a outrem, nem a minha honra, às imagens de escultura. Eis que as primeiras predições já se cumpriram, e novas coisas eu vos anuncio;e, antes que sucedam, eu vo-las farei ouvir..."

"...O Senhor como poderoso sairá, como homem de guerra despertará o zelo; clamará, e fará grande ruído, e sujeitará os seus inimigos. Por muito tempo me calei, estive em silêncio, e me contive. Mas agora darei gritos como a que está de parto, arfando e arquejando..."

"...Guiarei os cegos por um caminho que não conhecem, fá-los-ei andar por veredas desconhecidas; tornarei as trevas em luz perante eles e os caminhos escabrosos, planos. Estas coisas lhes farei e jamais os desampararei..."

"...Tornarão atrás e confundir-se-ão de vergonha os que confiam em imagens de escultura e às imagens de fundição dizem: Vós sois nossos deuses. Surdos, ouvi, e vós, cegos, olhai, para que possais ver " (Isaías 42:8-9, 13-14, 16-18).

Amado, a graça divina que Isaías descreveu transformou Saulo perseguidor em Paulo apóstolo. Ela levantou uma igreja com milhões de membros na China comunista. Está enviando refugiados islâmicos aos braços amorosos de servos dedicados de Cristo. E neste exato momento, em um Desafio Jovem para reabilitação de jovens em um país islâmico, foram levantados 500 ex viciados, agora convertidos - que estão ansiosos para pregar a Cristo. Deus está realmente derramando Sua graça redentora nestes últimos dias.

Não devemos nos afligir com as batalhas que Satanás parece estar ganhando. A batalha em que estamos é eterna. E as portas do inferno não prevalecerão contra a igreja de Cristo. Nosso Pai declara: Jesus já reina como Rei!
 

Download PDF