A verdade Sobre Corrupção | World Challenge

A verdade Sobre Corrupção

David WilkersonDecember 1, 1984

Temos desenvolvido uma visão distorcida do que realmente seja corrupção. Poucos cristãos entendem a definição de Deus para corrupção, e apenas alguns crentes admitiriam serem culpados disso.

Consideramos que o pecador iníquo é corrupto. De acordo com a nossa teologia, corrupção é álcool e uso de drogas, adultério e fornicação, trapaças e jogos de azar, promiscuidade, homossexualismo, assassinato, estupro, incesto e outros tais atos perversos. Temos reduzido o significado de corrupção às grandes paixões e desejos controladores de vida.

Temos falhado em compreender como Deus olha para a corrupção. Sua definição de corrupção é muito mais profunda do que os desejos e as paixões da carne. A verdade é que Israel, povo escolhido, foi acusado por Deus de praticar mais corrupção do que seus inimigos ímpios.

Israel se levantou numa manhã para oferecer holocaustos diante de um altar construído para honrar um bezerro de ouro. Enquanto estavam comendo, bebendo e se divertindo, o Senhor disse a Moisés: "Vai, desce; porque o teu povo, que fizeste subir do Egito, se tem corrompido" (Êxodo 32:7).

Era uma séria acusação do Deus Todo-Poderoso. "Eles mesmos têm se corrompido". O que teriam feito para merecer tal admoestação? Teria sido a bebedeira, a lascívia sexual, sua nudez? Sua frivolidade e brincadeiras durante os momentos solenes? Foi mais profundo, muito mais profundo do que tudo isso.

A corrupção de Israel era tão gritante aos olhos do Senhor, que Ele ameaçou consumi-los lá mesmo. "Disse mais o Senhor a Moisés: Tenho visto a este povo, e eis que é povo obstinado. Agora, pois, deixa-me, que o meu furor se acenda contra eles, e os consuma; e eu farei de ti uma grande nação" (Êxodo 32: 9,10).

Semanas antes eles tinham sido libertos das garras do faraó e seus exércitos. Haviam ficado atônitos no lado desértico do mar Vermelho cantando louvores ao Senhor; cantaram: “Cantarei ao Senhor, porque sumamente se exaltou... o Senhor é a minha força... Ele me foi por salvação... A tua destra, ó Senhor, se tem glorificado em potência; a tua destra, ó Senhor, tem despedaçado o inimigo..." (Êxodo 15).

Agora eles estavam corrompidos e prestes a serem consumidos por um Deus irado. Se o que está escrito aqui for um exemplo para nosso aprendizado, um padrão ou tipo de admoestação para nós - é melhor pedirmos ao Espírito Santo para nos ensinar bem essas lições. A palavra de Deus nos adverte: "Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência" (Hebreus 4:11).

Aprendamos com o fracasso de Israel a verdade sobre corrupção. Tentemos olhar pelo ponto de vista de Deus, e encarar a verdade de que podemos nos tornar tão culpados de corrupção quanto foi Israel enquanto dançava ao redor do bezerro de ouro.

Corrupção é:

"Mas, vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, ajuntou-se o povo a Arão e disseram-lhe: Levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós; porque quanto a este Moisés, a este homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe sucedeu "(Êxodo 32:1).

Que cegueira e estupidez incríveis! No monte, todo o céu estava em movimento fazendo planos maravilhosos para o futuro de Israel. A lei estava sendo dada para torná-los separados de todos os outros povos da terra. Um tabernáculo estava sendo revelado a Moisés, pelo qual o próprio Deus poderia descer e habitar no meio deles. Deus estava prestes a dar-lhes uma herança gloriosa e conduzi-los a um lugar de paz, descanso e plenitude. Seus inimigos seriam derrotados e destruídos. Fortalezas estavam caindo. Gigantes seriam mortos; haveria trombetas de prata e uma nuvem de dia e coluna de fogo à noite, tudo para sua perfeita orientação. A própria Divindade estava concentrada nas necessidades deles daquele momento e nas bênçãos futuras.

No entanto, atente para esse povo escolhido tolo e de dura cerviz, correndo em desordem e se queixando da demora! Ouça sua conversa tola: "Deus já teve tempo suficiente para fazer as coisas acontecerem. Não há nenhuma evidência de Sua ira ou bondade - só silêncio. Que tipo de Deus nos deixaria na solidão e no medo, sem uma palavra de orientação? Chega de espera! Chega de silêncio! Chega de demora! Vamos tomar uma atitude".

Eles deliberadamente afastaram da mente todas as coisas milagrosas que Deus havia feito por eles no passado. Já não lhes importava mais a manifestação da glória de Deus diante de todo o Egito através de pragas sobrenaturais. Eles se esqueceram tão rápido dos milagres no mar Vermelho. Esqueceram-se da água adoçada de Mara e do alimento dos anjos que pegavam toda manhã. Nem mesmo a voz trovejante de Deus no Sinai importava. Eles agora estavam sob o encantamento da INCREDULIDADE! Nada poderia tirá-los da convicção de que Deus não estava mais interessado neles, de que Ele estava demorando porque não era realmente quem Ele afirmava ser - o grande EU SOU!

Deste modo, eles se voltaram para outro lado. Voltaram-se para um homem volúvel que faria o que eles solicitassem, e lhes diria o que queriam ouvir. Colocaram Deus de lado e resolveram eles mesmos agir. Todo temor de Deus desapareceu - e tudo que importava agora era rapidamente produzirem algo que poderiam ver e tocar. O lado humano clamava por provas - algo para satisfazer o desejo interior por ação.

Achamos quase impossível um povo que tão recentemente ouvira a assombrosa voz de Deus, e comera alimento sobrenatural do céu - prestar culto a um inanimado bezerro de ouro. Será que foram estúpidos a ponto de gritar: “Este é o deus que nos tirou do Egito”?

Será que é possível que essa inacreditável cegueira seja a maldição que recaia sobre os que se afastam de Deus para buscar ajuda e orientação a partir de recursos humanos? Talvez isso explique o crescimento explosivo de seitas nesta nação - é a maldição da cegueira que está sobre essa grande quantidade de pessoas que descartam a confiança em Deus.

Tornamo-nos tão corruptos quanto Israel quando cansamos de demoras e recorremos a outras fontes de força e orientação. Assim como os filhos de Israel, esquecemos todas as bênçãos e misericórdias do passado que Deus derramou sobre nós. Esquecemo-nos de quantas vezes Ele nos livrou do laço do inimigo. Esquecemos-nos de quantas vezes Ele nos falou em nosso lugar de oração, e como prometeu nos guiar até a morte.

Quando sofremos, quando estamos sós, quando estamos com medo, quando somos esmagados por circunstâncias além do nosso controle - nós rapidamente nos desviamos da nossa verdadeira fonte de paz e vitória e nos voltamos para caminhos e recursos humanos.

Em vez de fugir para o lugar secreto de oração para derramar nossos corações para o Senhor da glória, nós corremos ao telefone para procurar a ajuda de um amigo. Desafogamos o coração para pastores, conselheiros, para a família, e até mesmo com estranhos. Procuramos em todos os lugares um conselho ou auxílio de alguém compreensivo. Vamos chorar até dormir e definhar em ataques terríveis de solidão. Vamos ficar amuados e acusar Deus de atrasar, ou de não ouvir e responder nosso clamor. Vamos viajar para qualquer lugar na tentativa de escapar do desespero interior.

Como é trágico! Porque sabemos onde a vitória está. Sabemos que Deus ainda está no trono esperando por nós para invocá-Lo. Nós sabemos que a resposta para todas as nossas necessidades encontraremos unicamente com Deus, trancados com Ele. Nós até confessamos a nossos amigos espirituais: "Eu sei que preciso orar! Eu sei que Deus tem a resposta! Eu sei que preciso clamar tudo isso em Sua presença! Eu sei que Ele pode me dar nova força e coragem. Ele pode curar o meu coração solitário; Ele pode satisfazer todo anseio; Ele pode realizar os desejos do meu coração!". E sabendo de tudo isto - e mesmo admitindo isto – parece que ficamos sob um feitiço de dúvida, de inquietação e paralisia espiritual. Algo parece nos deter. Torna-se a coisa mais difícil de fazer nos disciplinar para ficarmos a sós com Deus e em Sua Palavra, e nos aproximarmos do Seu trono para achar graça em nosso tempo de necessidade.

É corrupção da pior espécie ceder ao medo e ao desespero ao ignorarmos a majestade e a fidelidade de um Pai amoroso. Isso é corrupção! Deus disse a Israel: "... Eu falei convosco desde os céus... em todo o lugar onde eu fizer celebrar a memória do meu nome, virei a ti, e te abençoarei" (Êxodo 20:22.24). Mas Israel respondeu: "Deus esqueceu-se... em que nos amaste?” (Salmo 10:11, Malaquias 1:2). "Mas Sião diz: Já me desamparou o Senhor, e o Senhor se esqueceu de mim" (Isaías 49:14).

Você é um cristão corrompido? Você é se você ignora as majestosas promessas do Senhor, e duvida que Ele fale sério no que diz! Ele lhe prometeu: "Pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te tenho gravado; os teus muros estão continuamente perante mim" (Isaías 49:15,16).Você está corrompido se você continua carregando fardos desnecessários de culpa, medo, solidão, ansiedade e inquietação - simplesmente porque se recusa a descansar nas grandes e preciosas promessas do Senhor.

Será que Deus está zombando de Seus filhos quando promete: "Todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto" (Romanos 8: 28)?

Será que Deus está mentindo quando promete: "Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor. Os justos clamam, e o Senhor os ouve e os livra de todas as suas angústias" (Salmo 34: 15,17)?

Quando estamos em momentos difíceis e clamamos a Deus por misericórdia e socorro, todo o céu se movimenta a nosso favor. Seria uma visão incrível para os nossos olhos humanos, se o Senhor nos deixasse ver através do mundo espiritual para contemplar as coisas boas que Ele está preparando para aqueles que O invocam, e que confiam nEle. Todavia, porque não temos paciência, porque vivemos e agimos de acordo com nossas emoções; porque nossa carne não pode suportar os atrasos; porque não podemos ver a evidência visível dos trabalhos secretos de Deus - fazemos como os israelitas e nos afastamos dEle para fazer as coisas acontecerem agradando a nossa carne.

 Nós nos corrompemos aos olhos de Deus por desmoronar emocionalmente, bem diante do Seu santo trono, e apesar de todo o Seu amor e cuidado prometidos. É um tapa na face de Deus permanecermos no poço do desespero e da solidão, quando pela fé deveríamos estar chamando por Ele, e nos apropriando de uma alegria e de uma paz inexprimíveis - no Espírito Santo. A nossa tristeza e murmuração contínuas, sempre O ignorando - é uma declaração corrupta que fazemos para o céu e toda a humanidade, dizendo: "Eu sou solitário, triste, derrotado, e estou em desespero porque não acredito que Deus me ama e porque não aceito Suas promessas como verdade. Não posso esperar Deus agir, porque o meu lado humano precisa de alívio agora mesmo. Eu não sei lidar com demoras. Sejam de Deus ou não!".

Corrupção é:

“Vendo Moisés que o povo estava despido, porque Arão o havia despido para vergonha entre os seus inimigos; pôs-se em pé Moisés na porta do arraial, e disse: Quem é do Senhor, venha a mim..." (Êxodo 32: 25,26).

A palavra hebraica usada aqui para nu é PARA, que significa afrouxar, expor, remover. Também infere "um novo começo".

Um comercial moderno de cerveja avisa esta geração a "soltar-se esta noite". Significa simplesmente jogar fora as inibições morais do passado, mover-se livre de toda lei, começar a satisfazer a si mesmo. Faça o que você quer - faça tudo que lhe faz feliz.

Simplesmente tirar a roupa não era corrupção. Corrupção era o sinal, a mensagem que eles estavam enviando aos observadores pagãos. Você consegue ver os amalequitas sobre as montanhas ao redor, bem distantes, olhando para essa cena peculiar? Esses inimigos, que haviam tremido quando viram Deus agindo entre eles - agora riem e zombam: "Olhe para eles, eles são como nós! O Deus deles não tem poder - nem sequer confiam n’Ele! Eles estão jogando fora seus jeitos rígidos! Eles querem luxúria, farra e se divertir como todos nós. Tão santos e quanta hipocrisia!”.

Nesse ato de nudez, eles menosprezaram o seu Deus diante dos olhos dos ímpios! Eles fizeram Deus parecer sem coração, cruel, insensível e impotente. Eles mancharam a honra e a majestade de um Deus onipotente. Eles não eram mais um exemplo; eles não eram mais admirados ou temidos ou respeitados.

Eles depuseram as armaduras para se divertir e farrear! Eles colocaram em risco os planos de Deus para salvação deles. Eles estavam dizendo ao mundo: “Nós não queremos mais lutar contra o inimigo! Nós não queremos resistir! Nós já sofremos o suficiente de rejeição, de sacrifício, de esperanças vindouras e bênçãos distantes. Queremos viver já! Queremos nos divertir! Queremos as coisas boas já".

Corrupção era isso. E isso era para ser um novo começo para eles. Nada de combates! Se teriam de viver num deserto duro e cruel, então iriam desistir de lutar e fariam o melhor que pudessem por si sós.

Há multidões de cristãos nus na igreja hoje! Estão cansados da luta, cansados das dificuldades, das longas demoras, dos momentos de solidão, dor e tristeza. Eles não têm mais o temor a Deus diante dos olhos. Eles falam como se Deus os tivesse abandonado. Eles anseiam por tempos bons, divertimento, felicidade, risos e alívio da batalha.

Eles depuseram toda a armadura de Deus. Eles chutaram os calçados do evangelho da paz. Colocaram na mente que poderiam muito bem extrair o máximo de sua triste situação e viver um pouco. Afastam-se das promessas do Senhor; rejeitam o lugar secreto de oração e o poder de Deus; deixam de lado a palavra de Deus, abandonam a igreja, e começam a cair em uma busca egocêntrica de felicidade e diversão.

Ultimamente tenho ouvido apelos patéticos de ministros, de suas esposas e leigos de todo o país que me ligam para aconselhamento. Ouvindo-os falar pode-se pensar que Deus deve ser um tirano; que a oração não funciona; que a fé é inútil; que os cristãos são apenas lascas indefesas de madeira flutuando no mar revolto. Eles perderam a confiança em Deus! Eles estão vivendo no medo e na dúvida, achando que Deus os abandonou para que resolvam as coisas por si mesmos. Esqueceram que Deus os chamou para representá-Lo perante a humanidade perdida.

Esse é o pior tipo de corrupção - fechar os olhos e os ouvidos e o coração para todas as promessas de Deus, e viver e agir como se Ele estivesse morto, ou pelo menos indiferente. É isso - a corrupção deturpa a fidelidade de Deus ao mundo devido à nossas palavras de dúvida e nossos atos de incredulidade.

Há tanta nudez agora entre estudantes cristãos do ensino médio e universitário! Estou alarmado com o que vejo e ouço de estudantes cristãos quando falo em seus campi. Quanta nudez espiritual – quanta rejeição de valores antigos, quanto anseio por diversão e prazer.

Graças a Deus pelos estudantes que estão crescendo no temor e no conhecimento de nosso bendito Senhor. E, Deus prometeu manter uma muralha de fogo diante de todos os que confiam n’Ele. Mas a apostasia - a incredulidade está causando devastação espiritual para muitos. A vibrante fé em Deus, o zelo juvenil, a fome e sede de justiça- isso está sumindo deles.

Há uma terrível falta de direcionamentos. Há um presságio temerário do futuro numa magnitude nunca vista antes. Poucos podem dizer: "Deus fala comigo". Menos ainda podem dizer, "Eu falo com Deus!" A própria vida deles muitas vezes deturpa a imagem de Deus.

Orar e buscar a Deus são ações quase desconhecidas para muitos estudantes. Uma vez que muitos estão vivendo pelas emoções, eles não conhecem ou experimentam o descanso em Deus. Estão se tornando corrompidos - não apenas por causa da degradação moral, mas porque não descobriram ou cultivaram uma confiança profunda no Senhor. Não há um alicerce de lealdade. Há sim uma sensação de que devem viver para o momento, fazendo o melhor que podem com o que têm.

Então eles vão do Espírito de Deus para a música do mundo; para os seus costumes; às suas vestimentas, às suas festas e frivolidades, e pouco a pouco abandonam a armadura espiritual que retiraram.

Acredito que a estocada principal de Satanás nos últimos dias está em corromper a população cristã estudantil inteira. Satanás teima em esmagar a confiança dos estudantes quanto ao interesse de Deus por eles. Ele está tentando convencê-los de que a fé e a oração não são mais eficazes nesta era da ciência. Não tenho tanto medo das drogas, do sexo ou álcool, tanto quanto tenho da corrupção da fé e da confiança na orientação e na presença de Deus.

A igreja tem de cair de joelhos e clamar a Deus por um despertar da fé e da confiança para com o Senhor entre os estudantes. Se não o fizermos, e se a tendência continuar, algumas de nossas faculdades cristãs poderão tornar-se os lugares mais corruptos da terra. Falo agora do tipo de corrupção que Deus odeia - o deixar de lado fé como a de uma criança e sua substituição por recursos humanos. Vamos interceder junto a Deus para que os nossos estudantes se vistam com o manto da justiça do Senhor - para que não fiquem nus diante dos inimigos modernos que são a apostasia, o humanismo e o liberalismo. Que mais uma vez, possamos ouvir o soar de armadura quando o Espírito de Deus despertar a nossa juventude para voltar ao combate contra as forças do inferno, e para lutar contra toda incredulidade e gnosticismo.

Creio que Deus prometeu exatamente isso! Ele vai levantar um exército inteiramente vestido para guerra, cheio de fé - confiante e dependente d’Ele - um exército vitorioso sobre todos os demônios e potestades do mal nas regiões celestes. Glória a Deus!

“Pôs-se em pé Moisés na porta do arraial, e disse: Quem é do Senhor, venha a mim. Então se ajuntaram a ele todos os filhos de Levi" (Êxodo 32:26).

Como Deus vai esmagar a corrupção em Israel? Quem Ele escolherá para ser Seu instrumento em um momento de mal sem precedente? Será que os anjos descerão e executarão julgamento justo? Aarão e seus filhos já haviam se corrompido - quem Deus vai levantar agora para brilhar como Seus soldados de santidade?

De todo o povo! Os filhos de Levi! Filhos deste assassino que, com seu irmão Simeão, fez a família de Jacó cheirar mal diante dos pagãos. Simeão e Levi cada um tomou uma espada e mataram Siquém por estuprar sua irmã Diná; também mataram o pai dele, Hamor, levaram suas ovelhas, bois, jumentos, e suas riquezas, seus filhos, e esposas.

Oh, incomparável graça de Deus - escolher o mais indigno, o mais fraco de todos eles, para ser Seu instrumento.

“Então se ajuntaram a ele todos os filhos de Levi. E os filhos de Levi fizeram conforme a palavra de Moisés" (Êxodo 32:26,28).

 Talvez houvesse algo no fundo deles que dissesse: "Nós não vamos falhar com Deus como fez nosso pai! Nós não vamos trazer vergonha ao nome do nosso Deus! Vamos dar um passo à frente e tomar posição com o Senhor!".

Moisés lhes havia prometido, "Deus irá recompensá-los se vocês se consagrarem e tomarem uma posição entre a sua família, amigos e irmãos". E Ele realmente lhes recompensou com uma ordem semi-sacerdotal chamada LEVITAS, a quem foram entregues os serviços e cultos da casa de Deus.

Estar do lado do Senhor é tomar na mão a Sua espada e usá-la para combater as forças da incredulidade. Aqueles levitas, com espada na mão (que mataram até mesmo amados amigos e familiares) são um tipo de crentes que se erguem na palavra de Deus - que a usam como espada para acabar com todas as dúvidas, temores e incredulidade.

Isso significa se manter fiel a Deus e à Sua palavra não importa o que a multidão faça; não importa o quão infiel nossos amigos se tornam; não importa quão mundanos nossos amados entes queridos sejam. Devemos ir à frente e declarar: "Estou do lado do Senhor! Eu vou contra todos os ataques que firam a majestade e a fidelidade do nosso Deus! Derrubarei e expulsarei todos os medos e dúvidas quanto à fidelidade do Senhor! Vou tratar inteiramente e de modo definitivo com todas as inclinações voltadas para o prazer mundano e para a idolatria! Não importa se meus pais ou amigos falharam. Quanto a mim, lanço a minha sorte com o Senhor".

A conversa no acampamento de Israel no dia seguinte era sobre os filhos de Levi. Você pode imaginar a conversa? "O que veio sobre eles? Quem diria o que estava neles? Que zelo por Deus! Que fogo, que fé! Eles não pareciam do tipo que se tornariam tão fortes para o Senhor!".

Deus ainda escolhe o fraco para mostrar a Sua força. Você tem sofrido com a fraqueza? Você já se sentiu muito insignificante, muito frágil e inútil para Deus? Você já olhou para os outros que parecem tão fortes, tão perfeitos - e se comparou a eles achando-se pecador demais, muito lento para ser usado por Deus nestes últimos dias? Deus não está à procura de gigantes espirituais, mas sim de santos simples, com fé como de crianças e que perderam toda a confiança na carne.

Deus novamente confundirá os fortes e sábios ungindo como Seus instrumentos aqueles que foram considerados fracos e tolos. O Senhor irá ignorar os que se inclinam sobre o braço de carne, - que confiam em seus talentos, conhecimentos, em seus antecedentes, em sua reputação familiar. Ele, ao contrário, levantará os quebrantados de coração, os fracos e cansados. Ele derramará sobre eles um espírito de louvor e um batismo de amor. Ele lhes mostrará a Sua grandeza, Sua fidelidade, Suas alianças e eles se tornarão fortes no Senhor e na força do Seu poder.

Existe um espírito em você que o incita a uma posição nova e mais elevada no Senhor? Existe um fogo para Deus ardendo por dentro? Você se sente atraído para uma renovada fé e uma renovada confiança em Deus? Seja grato! Esse é o chamado do seu Moisés - Jesus Cristo o Senhor - lhe chamando para vir e tomar uma posição neste dia mau.

Deus recompensou o retorno deles ao temor do Senhor. Ele prometeu:

"Eis que faço um concerto [acordo]: farei diante de todo o teu povo maravilhas que nunca foram feitas em toda a terra, nem entre gente alguma; de maneira que todo este povo, em cujo meio tu estás, veja a obra do Senhor; porque coisa terrível [impressionante] é o que faço contigo" (Êxodo 34:10).

Suas promessas para nós são ainda maiores e mais preciosas - "Oh! quão grande é a tua bondade, que guardaste para os que te temem, e que mostraste àqueles que em ti confiam na presença dos filhos dos homens! Tu os esconderás, no secreto da tua presença, das intrigas dos homens; na tua habitação ocultá-lo-ás das línguas acusadoras" (Salmo 31: 19,20).

"Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, até mesmo as profundezas de Deus " (1 Coríntios 2: 9,10).

Você vai crer e se apropriar disso - ou se corromper por ignorar a verdade, prosseguindo temeroso e incrédulo?

Salvação neste Nome é encontrada,
Cura para minha dor e cuidados;
Um bálsamo de cura para cada ferida;
Tudo, tudo que eu quero está lá.

Download PDF