Centenas de Pessoas Salvas do Suicídio | World Challenge

Centenas de Pessoas Salvas do Suicídio

David WilkersonApril 1, 1978

Nós declaramos guerra contra o suicídio, e já testemunhamos grandes vitórias. Há poucos meses, em comunicado, contei como Deus havia agido sobre mim para pregar sobre o suicídio em todas as cruzadas que eu dirigisse.

Na primeira vez que Deus instou junto a mim para pregar sobre o assunto do suicídio, eu fiquei incrédulo. Argumentei, "Como vou pregar sobre um assunto tão mórbido em cruzadas que atingem a cidade inteira? Só uma pequena porcentagem da platéia iria se relacionar com uma mensagem dessas! As pessoas poderiam pensar que eu estava exagerando o problema".

Mas obedeci ao Senhor. Cerca de cinco meses atrás, preguei sobre "Suicídio" pela primeira vez. Desde então tenho pregado sobre isso em todas as cruzadas, e os resultados têm sido ao mesmo tempo trágicos e milagrosos. Trágicos, porque tenho tido pelo menos 35 pessoas em qualquer uma dessas noites confessando que estavam à beira do suicídio. Na cidade de Reno, 72 pessoas confessaram que estavam pensando no suicídio. Em quase todos os cultos, de 15 a 35 pessoas admitiram que haviam tentado o suicídio pelo menos uma vez.

Seria apenas um monte de falsas confissões de adolescentes em busca de simpatia? Nunca! Não quando eles levantam as mangas da camisa e mostram cicatrizes de cortes com lâminas. Eles enfiam as mãos nos bolsos e nas bolsas e me dão seus vidros de comprimidos para dormir. Outros, em soluços, detalham confissões sobre como já haviam planejado tudo. As garotas na maioria usam comprimidos para dormir. Os meninos usam mais revólveres e facas. Muitos cometem suicídio com carros em altas velocidades - perdendo o controle do carro de propósito. É trágico porque até mesmo crianças de dez e onze anos compartilham conosco confissões vindas de corações partidos.

Uma menina de dez anos, na semana passada, realmente me partiu o coração. Eu não agüentei e chorei diante de uma grande platéia quando ela olhou para mim e disse, "Claro - eu sei o que você quer dizer com suicídio! Estou pensando nisso a semana toda. O meu pai é alcoólatra; ele me bate. Minha mãe vive saindo - e nunca está em casa. Ela me odeia! Ninguém me ama. É fácil a gente se matar quando não tem nada a perder". Centenas de pessoas que ouviram essa confissão choraram comigo.

Em uma recente cruzada, uma adolescente muito acima do peso se levantou e deixou escapar, "Eu te digo que tentei me matar - duas vezes! Olhe pra mim! Eu peso mais de 90 quilos e tenho só 15 anos. Os garotos da escola me chamam de entojo. Eles riem de mim. Não tenho amigos. Eles não sabem, mas dentro de mim há uma garota como as outras, que precisa de amor. Eu não quero viver assim. Prefiro morrer a chamar atenção e as pessoas rirem de mim". O quanto o meu coração se ligou à essa pobre garota. Encontramos tantos jovens acima do peso que se odeiam. Graças a Deus, essa menina em particular teve mudança, e esperamos, está seguindo a dieta que nossa equipe compartilhou com ela.

Em resposta à minha última circular sobre suicídio, algumas cartas muito chocantes foram recebidas em meu escritório. Eis trechos de algumas:

"Após dez anos e meio de um casamento complicado, separando e voltando, o meu marido finalmente deu um tiro na cabeça. A sua carta é a melhor coisa que já li sobre suicídio. Eu queria só que alguém tivesse dito isso antes. Sei que ajudará outros. A.L."

"A mensagem sobre suicídio não poderia ter chegado em hora melhor, pois dez minutos antes de o meu irmão ter trazido a correspondência, eu estava avaliando a maneira pela qual o faria. Tentei me matar esse ano, mas o meu amigo me pegou. Você disse como o fim não seria - condenação e trevas, mas e um cristão desviado? Estou curioso, será que Deus me manda para o inferno por isso? Anote e por favor me escreva e responda minhas perguntas, se algum dia tiver um minutinho. B. F."

"A sua última mensagem sobre suicídio realmente acertou o alvo comigo. Venho de um lar desfeito, e vivi fugindo e usando drogas a maior parte da adolescência. Aí parei as drogas, me casei, ganhei uma linda menina, mas acabei divorciada. Sou nova em Cristo, e estou tentando - mas acho que de algum modo tenho me deixado pensar em suicídio. Achei que seria perdoada. Graças a Deus pela sua mensagem! Estou tirando o suicídio da mente, e vou me concentrar no Senhor e educar minha filha em Jesus. J.K."

"A sua carta sobre suicídio chegou quarta feira, cerca de uma hora após ter sido informado que um aluno do segundo grau está buscando o suicídio. Estou grato pela carta, não apenas por ter me deixado consciente quanto à situação, como também creio que ela pode ser usada por Deus. Como professor substituto, tenho notado que muitos, muitos garotos registrando temas para o período letivo escolheram suicídio como tópico. Amanhã vou pôr a sua carta na biblioteca com os livros de referência usados para escrever esses papéis. Sei que o Senhor usará o teu papel para falar aos garotos certos. S.C.L."

"Sim, eu conheço muito bem a dor do suicídio. Fiquei junto ao corpo moribundo de minha amada neta que havia jogado uma lata de gasolina sobre o corpo e posto fogo. Ela viveu o suficiente para me assegurar ser salva. Foi uma experiência que nunca me esquecerei. As suas palavras ainda soam em meus ouvidos, 'Vovó, quanto vai levar para eu morrer?'. Eu não orei para que ela vivesse; ela queria tanto morrer. E apesar de que ela não podia falar a mim, sei que havia encontrado o Salvador naqueles dias da morte. Agora tenho outra neta no mesmo caminho. Por favor ore por ela! Oro constantemente e também os seus pais. C.O."

"Recebi a sua mensagem sobre suicídio hoje. Foi demais. O meu filho ontem mesmo disse que iria se matar. Falei com ele e lhe disse que isso não seria o fim. Que ele não iria para o céu estar com Deus. Que isso é obra do Diabo. É isso que ele quer que as pessoas façam - que se destruam. Vou deixar essa mensagem em cima da mesa para que ele também a leia. Por favor ore pela minha família. S.E.U."

"A minha filha contemplou a idéia do suicídio. Até escreveu uma carta de últimas vontades e chegou a verificar o preço dos funerais - é o que soube com uma amiga dela. Uma noite cheguei em casa, e ela a havia trancado, e todos os bicos de gás inclusive do forno estavam abertos sem chamas. Isso me chocou. Liguei a um pastor para ajudar, e ela saiu do quarto como se tudo fosse uma brincadeira - mas não foi brincadeira para mim! Após uma oração de cura entre nós, pelo menos podemos nos comunicar dentro de um nível normal agora. Na programação para o ano letivo, a minha filha pesquisou suicídio e compilou sobre isso - mas só no plano do mundo, não o quê a Bíblia diz sobre suicídio e assassinato. Agora ela é casada e tem uma garotinha. Pouco após seu bebê ter nascido, eu lhe disse que assim como ela ama sua filhinha, eu também a amava e ela disse que sabia disso. Estou orando pelo dia de sua salvação.
A.A.G."

Toda noite, após ter pregado sobre suicídio, volto para o hotel com a cabeça girando. Nunca consigo apagar da mente os rostos de terror e as confissões trágicas de tantos jovens que quase tiraram suas vidas. Eu os vejo - na mente - mortos por um ferimento qualquer que se autoproduziram ou por overdose de comprimidos - e começo a suar frio. Estremeço ao pensar que agora estamos recebendo o resultado de dez anos de permissividade, divórcios, imoralidade e vazio espiritual. Agora chegou a hora de pagar a conta. Em conseqüência, há toda uma geração de garotos sós e confusos que zombam da morte e se desesperam da vida. Não estão em maioria - de jeito algum! Mas, seus números estão crescendo. E qualquer cristão verdadeiro que não seja capaz de chorar por essas tragédias não está realmente conscientizado do quê está acontecendo no mundo da juventude.

Mas o meu coração também pula de alegria por todos os que estão sendo arrancados das garras de Satanás! Jesus não está salvando só as almas - Ele está salvando os corpos! Corpos jovens antes autocondenados ao suicídio e à morte estão agora completamente curados e diferentes. Eles vêm à frente com intrepidez, nos seguem para as salas atrás do púlpito para aconselhamento - e compartilhamos com eles os passos simples sobre como tocar Jesus com fé como a de uma criança. Ver seu franzir de sobrancelhas angustiado se tornar em sorrisos de vitória e paz interior vale o mundo inteiro para mim. Que alegria vê-los se levantando e dizer a todos, "Jesus tirou o meu peso. A coisa do suicídio acabou! Nunca mais vou deixar a autopiedade me destruir! Estou livre".

Cartas de gratidão chegam ao meu escritório todos os dias. São testemunhos de transformações milagrosas em suas vidas. Elas contam sobre como Jesus levou a sensação de fracasso - como encheu suas vidas com amor - como novos amigos foram descobertos - como o Espírito Santo os está ajudando a perseverar graciosamente em meio à uma vida familiar desesperadora - como Jesus lhes deu renovado sentido de auto-importância - e o quanto estão agradecidos por eu ter obedecido a Deus, e pregado uma mensagem sobre o suicídio, que colocou o temor do Senhor em seus corações.

---
Usado através de permissão concedida por World Challenge, P. O. Box 260, Lindale, TX 75771, USA.

Download PDF