Suicídio | World Challenge

Suicídio

David WilkersonNovember 1, 1977

O Espírito Santo tem insistido junto a mim para eu falar sobre o suicídio. No começo, me rebelei contra pregar sobre um assunto tão mórbido, mas não consegui tirar de mim a urgência de prevenir os jovens quanto ao horror da autodestruição. Como conseqüência, nas últimas semanas tenho pregado sobre o suicídio em todas as nossas cruzadas urbanas.

Agora eu sei porque Deus pôs essa mensagem em meu coração! No ano passado o país experimentou um aumento de 200% no suicídio de jovens. Mais de 38.000 adolescentes se mataram. Milhares mais de adultos jovens também cometeram o suicídio. Está rapidamente se tornando o problema mais trágico da juventude em nosso país. Que dor terrível!

Tenho me chocado a ponto de derramar lágrimas cada noite em que tenho pregado sobre o suicídio. Centenas de pessoas jovens vêm à frente à cada noite. E sempre são honestos em confessar suas necessidades. Eu queria saber por que Deus havia insistido comigo para que pregasse essa mensagem - então toda noite pergunto, "Quantos de vocês que se levantaram têm pensado em tirar a vida?". Em todos os cultos em que fiz essa pergunta, pelo menos 10% levantaram as mãos. Isso quer dizer que entre 20 a 40 jovens estavam flertando com o suicídio. Desse número, de cinco a dez deles confessaram estar planejando se matar dentro de um dia ou de uma semana.

Nos meus vinte anos de pregação a jovens com problemas, nunca fiquei tão abalado e entristecido quanto ao descobrir desses garotos problemáticos querendo se destruir.

Em Dallas, há poucas semanas, um presidente de banco foi até o portão de sua casa para pegar o jornal da manhã. Ele volta para dentro da casa - e lá na varanda de trás - ele vê o filho pendurado pelo pescoço. O garoto era viciado em drogas e chegou à conclusão que o suicídio era a única saída.

Recebi uma sofrida carta de uma menina de 15 anos. Ela diz, "O meu namorado me deixou por outra garota. Eu o amava de verdade. O meu coração está partido, e estou muito só. Os meus pais riram quando eu disse isso a eles. Falaram que era namoro de criança. Eles não sabem, mas vou me matar. A menos que você possa me ajudar, vou acabar com tudo" assinado, Janet.

Tentei falar com Janet pelo telefone, mas não consegui localizá-la. Mandei carta entrega rápida via aérea, insistindo para que ela me ligasse no minuto em que recebesse a minha carta. Eu garanti à ela que eu tinha uma solução, mas por favor "não tire a sua vida!". Uma semana após recebi a carta de volta, sem ser aberta. Deve ter sido os seus pais que escreveram uma nota atrás - "Por favor não envie mais cartas - Janet não está mais conosco. Ela tirou a vida". Eu nunca esqueci isso e nunca vou esquecer. Eu cheguei tarde demais!

Há duas semanas um jovem chegou à minha sala de aconselhamento e chorou ao confessar, "Estou tão alegre por ter entregado a minha vida a Jesus hoje. Sou traficante e a culpa está destruindo a minha mente. Eu planejava me matar agora à noite. Me parecia a única saída. Mas agora no culto quando o Sr.Wilkerson disse que as pessoas que cometem suicídio enfrentam o julgamento de Deus, tive medo. Agora sei porque Jesus é a única saída". O seu rosto estava completamente transformado. Ele chorava e ria e saiu da cruzada verdadeiramente nascido de novo. Na noite seguinte, ele volta com uma mochila cheia de maconha. Nós a entregamos aos agentes de narcóticos - valia mais de 2.000 dólares em maconha, material destinado a ser vendido aos adolescentes em sua escola. Que lindo milagre!

Na semana passada, adolescentes arrependidos se levantaram no culto para confessar seus motivos suicidas. Uma menina de 15 anos disse, "A minha mãe se matou, e não consegui perdoá-la. Então resolvi que hoje à noite eu iria me vingar dela me matando. Vivi com raiva e ódio todos os dias desde que ela morreu! Mas hoje Jesus levou o meu ódio. Agora nunca me matarei. Jesus me deu uma nova esperança!".

Uma outra adolescente confessou, em meio à lágrimas, "O meu irmão, que era viciado, foi assassinado. Eu o amava muito. Fiquei com raiva de Deus por Ele ter deixado isso acontecer. O suicídio ia ser o meu jeito de responder a Deus por ser um criminoso. Mas agora não! Hoje o Sr.Wilkerson pregou sobre o suicídio, e sei que a mensagem foi para mim - para salvar a minha vida. Eu perdôo! Nunca mais vou deixar que Satanás faça o suicídio parecer atraente. Acabou! Agora vou com Jesus!".

Um jovem deu um salto, puxou um punhal e gritou, "Isso é um punhal! Ia ser hoje! A minha vida está cheia de medo e de solidão! Quero ser salvo e liberto destas idéias de suicídio". Eu rapidamente enviei um conselheiro a ele para pegar a faca. Ele voluntariamente a entregou e se ajoelhou, frágil e quebrantado diante do Senhor. Três jovens de sua escola correram para o seu lado e começaram a orar com ele. Não só aquele jovem ganhou nova posse de vida, como saiu do culto com três novos amigos para lhe ajudarem a superar a solidão.

Encontro duas grandes causas para o suicídio entre os jovens que vieram até nós em busca de ajuda. Uma das maiores causas é o desespero da escravidão ao vício. Viciados, alcoólatras e homossexuais são todos candidatos ao suicídio. Milhares dentre os nossos preciosos jovens estão presos por hábitos demoníacos que arruinaram suas vidas. Eles se olham no espelho cada manhã horrorizados! Vêem os olhos encovados -olheiras escuras e profundas. Os braços e pernas emagrecidos. A dor e a doença interior. Então pensam no como estão destruindo os pais. A maioria deles ainda ama os pais, e se tornam dominados pela culpa e sofrimento por todo o tormento e angústia que têm produzido neles. Então, o suicídio parece ser a única saída.

Um jovem viciado confessou, "Irmão David, eu arruinei a minha vida. Eu era inocente e puro há poucos anos atrás. Eu era o tipo do adolescente médio e respeitável até há pouco tempo. Me envolvi com a turma errada, me viciei, e agora olhe pra mim. Os meus pais perderam o respeito por mim. Mamãe me olha agora e começa a chorar. Sei que agora sou como um animal. Não há motivo para viver. Estou cansado de machucar a mim mesmo, estou cansado de fazer os meus pais sofrerem tanto. Sei que por dentro eles morrem um pouco quando vêem o quanto eu mudei. Talvez quando ficarem na frente do meu caixão, possam me perdoar e lembrar de mim do jeito que eu era".

Tantas vezes tenho pais em meu escritório chorando suas dores profundas por terem descoberto que os filhos são viciados ou pervertidos. Há pouco um fino casal cristão de meia idade confessou, "Essa semana o nosso filho nos disse que está praticando o homossexualismo. Tentamos compartilhar essa dor com nossa filha, e ela lançou uma segunda bomba em nós. Ela admitiu ser lésbica. Estamos tão mal que nem sabemos como reagir. Estamos paralisados pela ansiedade. Agora nem sabemos como falar com eles. São os nossos únicos filhos, e ambos estão assim perdidos. Ouvimos Anita Bryant falando sobre professores homossexuais - e os nossos filhos vão ensinar. Mas ainda os amamos! O quê fazemos agora?".

Mas quando interroguei esses amargurados pais mais tarde, descobri que tanto o filho quanto a filha também carregavam dores profundas. Eles odiavam o que havia acontecido com eles. Especialmente odiavam trazer dor e vergonha para os pais. Comecei a ter compaixão não só por aquele pai e aquela mãe, mas também por aqueles pobres filhos presos na armadilha de um hábito tão terrível. Esses dois filhos estão agora à beira do suicídio. E, pelo fato de os pais ainda amarem seus filhos, isso só aumenta o desespero destes.

O adolescente "fisgado" quer se matar como expiação por seu pecado. Ele pensa, "Sou um derrotado e mereço morrer!". É uma forma de autocrucificação. Eles querem ir para a sua cruz, como Jesus fez, e pagar pelo seu pecado. Eles não sabem que Jesus já pagou por tudo isso.

A segunda maior causa de suicídio entre adolescentes é um lar desfeito. No ano passado: um milhão de novos divórcios - dez milhões de garotos vitimizados por lares desfeitos. No dia do juízo, vejo uma geração de garotos sós e confusos, se levantando para testemunhar contra pais que os decepcionaram.

O profeta Isaías deveria estar pensando em lares desfeitos quando disse, "Preparai a matança para os filhos por causa da maldade de seus pais" (Isaías 14:21).

Pais se separando está provocando uma incrível ira nos filhos. Na cidade de Denton, se assenta uma garota muda de 14 anos que se recusa a falar ou mover. Era uma menina extrovertida e feliz que idolatrava os pais. Mas um dia o papai simplesmente "saiu" e se mudou para outra mulher. Naquele dia exato ela se colocou como uma concha e desde então não falou uma palavra. Não consigo chegar até ela. Ninguém consegue. Ela é como um vegetal. Um dia ela pode escolher acabar com tudo. Aquele pai estará diante de Deus no dia do juízo e responderá pela vida arruinada desta adolescente!

Nem todos os filhos de lares desfeitos e divorciados estão confusos e à beira do suicídio. Mas às vezes isso não aparece até anos mais tarde. Em todos os cultos nós agora aconselhamos casais jovens que tenham entrado em total desespero - e estes fazem um rastreamento até os seus anos de adolescência. Na época eles sentiam-se rejeitados e enganados. Colocavam uma boa fachada para cobrir a dor. Mas então um dia, anos após, o sofrimento e o ódio explodem por todo lado. O seu próprio casamento sofre. E com muita freqüência, começam a flertar com o suicídio.

Choca-me, mais do que eu possa exprimir, descobrir que à maioria dos jovens contemplando o suicídio ninguém alguma vez falou a verdade sobre o quê acontece após a morte. Satanás mentiu para eles. A morte tem sido romanceada e distorcida. Aqueles jovens que foram salvos da tentativa de suicídio admitem terem achado que a morte era o fim de tudo! Um garoto disse, "Quando você morre, você simplesmente morre. É um mundo de paz e tranqüilidade. É o fim dos problemas e dificuldades. Ninguém pode te fazer mal depois que você morre".

É por isso que estou viajando pelo país avisando os jovens que o suicídio não é o fim. Se Deus me ajudar, vou tentar prevenir todo jovem que me for possível alcançar que o suicídio é um bilhete para o inferno! Toda vez que ouço de mais um adolescente ter entrado numa overdose ou puxado o gatilho, digo para mim mesmo, "Ele poderia nunca ter cometido o suicídio caso realmente soubesse para onde estaria indo. Ele não sabia que a morte é apenas o começo".

Precisamente é isso que quero que todo adolescente do mundo saiba. Quando uma pessoa tira a própria vida, ela é culpada de cinco grandes pecados - pelos quais precisará estar diante de Deus e responder. Esses pecados são assassinato, o roubo a Deus, medo, incredulidade e ilicitude diante de Deus. É só se matar, e depois sair flutuando numa nuvem de descanso e paz? Nunca! Eis o que a minha Bíblia diz a respeito:

"Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte" (Apocalipse 21:8)

Não é uma saída. Não! Pelo contrário, é um caminho para as trevas profundas. Depois da morte, o julgamento! Toda vítima de suicídio vai direto para a sala de julgamento de Cristo. A vida é um dom! Não se pode brincar de Deus e jogar esse dom de volta no rosto dEle. Somente Ele detém as chaves para a vida e a morte - só Deus pode decidir quando usá-las.

Você não tem nenhum direito legal ou moral em poluir o seu corpo. Ele realmente não lhe pertence em absoluto. Jesus o comprou e pagou por ele - e suicídio é roubar de Deus! E Deus jamais deixará isso acontecer sem punição. A Bíblia diz,

"Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sóis vós, é sagrado" (I Coríntios 3:16,17)

Se você está preparado para enfrentar o dia do Juízo como ladrão - se está pronto para enfrentar uma eternidade isolada de Deus em absolutas trevas - se está pronto para vender o seu corpo ao Diabo por nada - então vá em frente! Tire a sua vida! Brinque de Deus! Entregue-se à culpa e à autocomiseração! Mas você foi avisado! Só guarde isso na mente: você não sabe o quê é problema e dor enquanto não ficar de pé diante de Deus como ladrão! Morrendo, os seus problemas só irão começar. Você sairá da desesperança - para o terror e a condenação!

Uma mensagem de temor? Na verdade que é! Sim - e o temor do Senhor é o princípio da sabedoria. Fique esperto, jovem! Se livre de qualquer idéia de suicídio. Já!

A saída de Deus é por meio de uma fé simples - como a de uma criança. Confie nEle! Ele pode elevar suas nuvens negras e dispersar toda amargura. Confie que Ele lhe dará um milagre - para que todas as coisas cooperem para o seu bem! Confie nEle como um amigo que fica mais junto a você do que qualquer outro na terra! Confie nEle para que conserve a sua mente livre, estável e equilibrada. Ele prometeu fazer tudo isso e muito mais a todos que simplesmente confiarem nEle como uma criancinha.

Quando o inimigo chega como enxurrada, o Espírito do Senhor levanta um estandarte. Graças a Deus, veremos o Espírito Santo salvando milhares de adolescentes confusos das garras do suicídio e da morte! Estamos vendo o poder de Deus fazendo isso à cada noite! Graças a Deus que as portas do inferno jamais prevalecerão contra a verdade!

"Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeços e para vos apresentar com exultação, imaculados diante da sua glória...glória, majestade, império e soberania" (Judas 24).

Download PDF