AVIVAMENTO DE ORAÇÃO | World Challenge

AVIVAMENTO DE ORAÇÃO

Jim CymbalaMarch 14, 2015

Avivamentos nunca foram dominados pela pregação eloqüente ou inteligente. Se você tivesse cronometrado as antigas reuniões reuniões de avivamento, você teria visto muito mais minutos dirigidos a oração, choro e arrependimento do que a sermões. No "Encontro de Avivamento de Oração" de 1857-1859 praticamente não houve quase nenhuma pregação. No entanto, esta reunião aparentemente, produziu a maior colheita de qualquer outro despertar espiritual na história americana: são estimados 1.000.000 de convertidos por todos os Estados Unidos, cuja população nacional na época era de apenas 30 milhões. Isso seria proporcional, hoje, a 9.000.000 pessoas caindo de joelhos em arrependimento.

Como isso aconteceu? Um sereno empresário chamado Jeremiah Lanphier começou uma reunião de oração às quarta-feiras, em uma igreja reformada holandesa aqui na cidade de Nova Iorque, localizada há não mais do que um quarto de milha de Wall Street. Na primeira semana, seis pessoas apareceram. Na semana seguinte, apareceram vinte. Na outra, quarenta…e, então, eles decidiram ter reuniões diárias.

"Não houve nenhum fanatismo, nem histeria, apenas um mover incrível de pessoas para orar", relata J. Edwin Orr. "Os cultos não eram entregues à pregação. Em vez disso, qualquer um tinha liberdade para orar."

Na quarta semana, o Pânico de 1857 aconteceu; o mercado de títulos caiu, e os primeiros bancos faliram. (Dentro de um mês, mais de 1.400 bancos tinham desmoronado.) As pessoas começaram a clamar a Deus mais seriamente do que nunca. A igreja de Lanphier começou a ter três reuniões de oração ao meio-dia, em salas diferentes. John Street Methodist Church, à algumas portas leste da Broadway, também estava lotada. Logo à seguir, o Teatro Burton na Chambers Street, ficou lotado com 3.000 pessoas a cada meio-dia.

Esta cena logo se repetiu em Boston, New Haven, Filadélfia, Washington, e cidades em todo o sul dos Estados Unidos. Na primavera seguinte, 2.000 moradores de Chicago estavam se reunindo a cada dia no Teatro Metropolitan para orar. Um jovem de 21 anos de idade, recém-chegado na cidade, sentiu a sua primeira chamada para trabalhar para Cristo, nessas reuniões. Ele escreveu à sua mãe que ele estava indo começar uma classe de escola dominical. Seu nome? Dwight L. Moody!

Será que alguém realmente acha que na América de hoje estão faltando pregadores, livros, traduções da Bíblia, e declarações doutrinais puras? O que realmente falta é a paixão de invocar o Senhor até que Ele abra os céus e mostre-Se poderoso.

 

Jim Cymbala começou Brooklyn Tabernacle com menos de vinte membros em um prédio pequeno, e degradado em uma parte difícil da cidade. Um nativo do Brooklyn, ele é um amigo de longa data de David e Gary Wilkerson e um orador freqüente nas conferências para lideranças de Igreja EXPECT, patrocinada pela World Challenge em todo o mundo.

Download PDF